São Francisco de Paula

Os primeiros habitantes de São Francisco de Paula foram os índios Caáguas ou Caaguaras, que estendiam sua aldeias pelas Serras Geral e do Mar.
As incursões dos bandeirantes na região transformaram os índios em presas fáceis, sendo usados como mão-de-obra escrava. Assim, por volta de 1700, os caáguas estavam praticamente dizimados pelos bandeirantes e por doenças.
No final do século XVIII, com a expansão da mineração na zona das Gerais, novamente os bandeirantes voltaram ao estado a fim de buscar mulas para a zona mineradora. O Rio Grande do Sul tornou-se o grande fornecedor de animais de tração para a atividade extrativa.
O processo de ocupação dos Campos de Cima da Serra ocorreu com o transitar dos tropeiros, pois a região estava no caminho das tropas: partia da altura de Palmares do Sul, atravessava o atual território de Santo Antônio da Patrulha, alcançava o planalto dos Campos de Cima da Serra, indo na direção de Lages, avançando para Sorocaba.
A cidade de São Francisco de Paula teve seu início com Pedro da Silva Chaves, militar natural de Lisboa que recebeu uma gleba de terras na região.
O português doou uma pequena porção, juntamente com algumas vacas, para o patrimônio de uma igreja, na qual ele mesmo viera a construir e que seu filho viria a rezar a primeira missa.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE FYSIO
locação1081
PUBLICIDADE FYSIO
locação1081
PUBLICIDADE FYSIO
locação1081

São Francisco de Paula

SERRA GAÚCHA